fbpx

A Vida Consagrada na Igreja

 em Artigos

A vida consagrada é antes de tudo um dom de Deus à Igreja por meio do Espírito Santo, que suscita a variedade de carismas e instituições no corpo eclesial. São muitas as Ordens e Institutos religiosos dedicados à contemplação ou às obras de apostolado, as Sociedades de Vida Apostólica, Institutos seculares e tantas outras entidades e grupos de consagrados que dedicam sua vida a Deus por meio de uma consagração especial. E por todos estes elevamos nossa especial ação de graças a Deus nesta terceira semana do mês de agosto (mês vocacional) em que celebramos a vocação à vida consagrada que, em suma, reflete a própria riqueza de dons e carismas da Igreja.

A vida consagrada encontra o seu fundamento mais profundo na vida de Cristo, em todo o seu itinerário prático e espiritual de entrega ao Pai na cruz. Através da profissão dos chamados conselhos evangélicos, que são antes de tudo os traços característicos do estilo de vida de Jesus, ou seja, a virgindade, pobreza e obediência, os consagrados ao Senhor, tornam visível no mundo a presença redentora de Cristo e trazem o Reino de Deus, já presente e atuante na história, para mais perto dos fiéis. Esta profissão religiosa sempre foi considerada como um singular e fecundo aprofundamento da consagração batismal, uma vez que nela a íntima união com Cristo, iniciada no Batismo, evolui para o dom de uma conformação mais íntima e perfeita ao Senhor através da profissão dos conselhos evangélicos.

Contudo, apesar desta consagração especial a Deus pela profissão dos conselhos evangélicos serem uma peculiaridade relativa à consagração batismal, aquela não é necessariamente uma consequência desta. Ora, todo batizado, pelo próprio e mais genuíno sentido deste sacramento como regeneração em Cristo, é chamado a viver a castidade própria de seu estado de vida, a obediência a Deus e à Igreja e o desapego dos bens materiais, ou seja, todos os batizados são chamados à santidade. Porém, o batismo, por si mesmo, não é necessariamente exigência ou chamado à vida celibatária ou ao estado de virgindade, nem muito menos à renúncia mais radical aos bens materiais e à obediência a uma regra ou estatuto de vida religiosa ou a um superior, na forma exigida pela profissão dos conselhos evangélicos. Tal profissão supõe um dom particular de Deus não concedido a todos, como Jesus mesmo afirma no caso do celibato voluntário em Mt 19, 10-12. Este chamado especial corresponde a um dom específico do Espírito Santo, para que a pessoa consagrada possa responder à sua vocação e missão (João Paulo II,Vita Consecrata, 30), de modo que a graça batismal lhe produza mais abundantes frutos.

Em meio à desordem e transitoriedade das realidades presentes, não deixa de ser profético, revolucionário e subversivo, em relação aos valores deste mundo, homens e mulheres, moças e rapazes optarem por seguir Jesus mais de perto na castidade, obediência e pobreza. E isto de forma definitiva e indissolúvel, visto que uma decisão neste nível é tomada neste tempo, mas repercute na eternidade. 

O caráter profético da vida consagrada subjaz na própria forma especialíssima como a pessoa consagrada participa do profetismo de Cristo, ungido pelo Espírito Santo no Jordão para ser profeta das nações. De fato, a função profética compõe a essência da vida consagrada enquanto tal, devido ao radicalismo do seguimento de Cristo e da consequente dedicação à missão que o caracteriza. O próprio Concílio vaticano II atribui à vida consagrada a função de ser sinal, que por sua vez se exprime no testemunho profético da primazia que Deus e os valores do Evangelho têm na vida do cristão (Lumen Gentium, 44). 

O caráter revolucionário da vida consagrada está no fato dela propor um estilo de vida que não visa os bens deste mundo, mas os bens futuros. Num mundo em que os vestígios de Deus desaparecem, o vigoroso testemunho das pessoas consagradas a Deus há de proclamar, antes de tudo, a primazia de Deus e dos bens futuros, algo inerente à imitação de Cristo casto, obediente e pobre. A própria vida comunitária, a qual são chamados os consagrados, já é em si uma atitude revolucionária em meio a uma sociedade cada vez mais egocêntrica e individualista em que as pessoas se isolam umas das outras, talvez por medo ou por não querer envolvimento e comprometimento com o outro.

Já o caráter subversivo se encontra no estilo de vida livre dos consagrados perante os padrões impostos por esta sociedade cada vez mais hedonista, utilitarista e avessa aos valores cristãos. Tomar uma decisão perene de comprometimento com o serviço de Deus e dos homens em vista do Reino dos Céus é não somente subverter os valores deste mundo, mas também resistir à cultura do descartável e do prazer mundano como bem supremo da vida.

É bem verdade que nas últimas décadas e mais ainda em nossos dias, muitos Institutos de vida consagrada em diversas regiões do mundo atravessam seríssimas dificuldades de todas as ordens, principalmente no que diz respeito às novas vocações. Porém, em outras regiões, e muitas vezes naquelas mesmas onde se verifica a falta de vocações para os Institutos mais tradicionais, as vocações prosperam de modo vigoroso e surpreendente, o que demonstra que a opção de uma vida inteiramente doada a Deus em Cristo não é de forma alguma incompatível com a cultura e a história de cada povo, nem muito menos com o progresso e avanço técnico-científico que a sociedade hodierna tem alcançado. Além do mais, as atuais dificuldades pelas quais atravessam tantas ordens e institutos de vida consagrada, longe de induzirem a por em dúvida o fato de que a profissão dos conselhos evangélicos é parte integrante da vida da Igreja, exigem desta um esforço redobrado em vista de uma pastoral vocacional orientada pelo carisma original dos fundadores, que por orientação do Espírito Santo deram grande impulso à vida de santidade e missão da Igreja não somente num passado, que também oferecia suas dificuldades, mas ainda no presente e no futuro, como um dom precioso de Deus sempre atual para o crescimento do Povo de Deus.

Pe. Valtemario S. Frazão Jr.

Entre em contato conosco

Por favor escreva sua mensagem aqui:

0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar